terça-feira, 7 de abril de 2009

CONSUBSTANCIAR

Os espanhóis são felizes na madrugada
Quando as nuvens de chuvas se esvaziam
(o sentido mais insuportável da pobreza renasce)

Nos andares subterrâneos da catedral latina
Milhões de histórias esquecidas pelo presente
(canções e canções vazias pela ignorância socrática)

Doze dias se passaram e nenhuma flor resistiu
Fugiu as emoções doentias do amor paterno
(primogénito não associa as luzes naturais nociva)

Terremotos nas casas de verde-branco-vermelho
Musicalidade que representa almas glorificadas
(sem o passado o presente não construi seu futuro)

Filhos que abençoam os pais por obrigação
Não sintetizam emoções vitais dos humanos
(quase um milhão de brasileiros perdidos)