segunda-feira, 2 de agosto de 2010

NOVE

A noite é a festa da solidão
Dos homens que são felizes em sua casa
Das mulheres que são amantes de seus sonhos

Nove olhares indiscretos sobre o corpo do vizinho
Nove desejos indiscretos sobre o corpo do vizinho
Nove emoções que são guardas vividas somente no silêncio

O céu não festeja todos os amores
Os amores são eternos em dois momentos
Em dois momentos os corpos são únicos