quinta-feira, 15 de maio de 2014

Três olhares individuais

Deixo cada silêncio falar
Deixo cada certeza duvidar
Deixo cada sorriso chorar

É noite e a canção conforta o silêncio
É noite e a voz deixa apenas a certeza
É noite e a cada minuto fica o sorriso

O silêncio só existe quando consegue falar
A certeza se despede pelo olhar a duvidar
O sorriso é a mais feliz emoção ao chorar

O silêncio é a certeza do sorriso
Do sorriso o silêncio é a certeza
Da certeza o sorriso é o silêncio

terça-feira, 6 de maio de 2014

Segue o som n. 2

Segue o som que o caminho faz
Segue o som que não se conhece
Segue o som que liberta a alma

No íntimo mais íntimo o som transcende
Deixa viver a criança escondida que dormia
Vive os sentimentos mais humanos que existe

Segue o som que te faz feliz
Segue o som que te faz sorrir
Segue o som que te faz viver

Pessoas que se traduzem pelo som
O som que desperta novos sonhos
Novos sonhos que embelezam a vida

Segue o som que não existe
Segue o som que te consome
Segue o som que não é o seu

Amores existem para serem amados
Canções existem para serem eternas
Poemas existem para serem inspirações

Segue o som que não segue ninguém
Segue o som que só segue o tom
Segue o som que só quer ser o som
Poema inspirado na canção "Segue o som" da cantora e compositora Vanessa da Mata.