sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Apenas lembranças

Quantas luzes escondidas brilham no seu silêncio
E algumas luzes deixam o anonimato feliz e sozinho
Ruas abertas e um mundo urbano cheio de lágrimas
Milhares de sons que torturam os olhares ansiosos

Um pouco de vinho para viver e ser feliz
Um pouco de felicidade para viver
Um pouco para viver

Flores que brilham dezenas de pensamentos em vão
Números e doenças modernas que choram amanhã
Alguns escritos que transgridem as lembranças e só
Os amores são amores necessários para sorrir e só

Um pouco para viver
Um pouco de felicidade para viver
Um pouco de vinho para viver e ser feliz